Oriente Médio em debate

Como parte das comemorações do centenário do Hashomer Hatzair, a ASA e o Hashomer realizaram no sábado à noite, dia 23 de novembro, um debate sobre a situação atual e as perspectivas de paz para o Oriente Médio. Para um auditório superlotado, falaram o historiador e mestre em Sociologia Bernardo Sorj e o cientista político palestino Jawdat El-Haj. Bernardo acentuou a urgência de se criar uma alternativa não conservadora dentro da comunidade judaica brasileira, que aborde sem sectarismo os problemas do Oriente Médio. Enfatizou a importância da Diáspora para a construção do judaísmo, mudando a tradicional chave dos movimentos juvenis sionistas, que sempre a colocaram em segundo plano. Jawdat ressaltou as peculiaridades do movimento nacional palestino, descartando as vozes que igualam os palestinos a todos os árabes. Defendeu a ideia de que, havendo vontade política, questões delicadas como o direito de retorno dos refugiados palestinos e o status de Jerusalém poderiam ser rapidamente resolvidas. Criticou a postura do atual governo israelense, que, na sua ótica, ajudou a destruir o que restava dos Acordos de Oslo. O moderador foi o sociólogo Marcos Chor Maio. O evento contou com o apoio da Organização Sionista Mundial, da Chazit Hanoar e do Habonim Dror.

Veja mais fotos aqui.

Seja o primeiro a comentar