Dois Estados, Dois Povos, Uma Paz

No dia 5 de junho de 2007, a ocupação israelense da Cisjordânia e da Faixa de Gaza completou quarenta anos. Ao longo dessas quatro décadas, sucederam-se confrontos sangrentos, com incontáveis vítimas civis e enorme destruição material.

A experiência da ocupação demonstrou que não existe solução militar para o conflito palestino-israelense e que a paz é vital para ambos os povos. Numerosas pesquisas de ambos os lados registram que há uma consistente aceitação de que é chegado o momento para um compromisso histórico pela paz, com o fim da ocupação e o estabelecimento de um Estado nacional palestino, ao lado de Israel.

Os Amigos Brasileiros do Paz Agora e a ASA – Associação Scholem Aleichem de Cultura e Recreação se uniram à chamada “Iniciativa 5 de Junho pela Paz Israelense-Palestina” (www.june5.org). Durante uma semana a partir daquele dia, manifestações em dezenas de cidades ao redor do mundo se solidarizam aos campos pacifistas dos dois lados, defendendo a negociação da fórmula “Dois Estados para Dois Povos”, com base nas fronteiras de 1967.

Enfatizamos nossa adesão a uma proposta de paz justa como caminho para resolver conflitos. São igualmente inaceitáveis os sofrimentos de israelenses e palestinos na carnificina em que se transformou o relacionamento entre estes povos. A população palestina é asfixiada econômica, política e militarmente. A população israelense é retaliada por atentados e ataques com mísseis artesanais.

Ao contrário do que pregam os fundamentalistas e os fanáticos, afirmamos que há parceiros para a paz em ambos os lados. A voz deles não pode ser sufocada por minorias extremistas, que sempre procuram sabotar o diálogo através da desqualificação dos interlocutores e da violência.

Exortamos as autoridades e a diplomacia brasileiras a encorajarem os esforços pela paz no Oriente Médio. Que se usem todos os espaços institucionais para isso.

Os movimentos sociais, os grupos pacifistas, os partidos políticos comprometidos com o caminho do diálogo e as comunidades judaicas e palestinas devem pressionar, com todos os meios a seu alcance, os governos de Israel e da Autoridade Nacional Palestina para que estes iniciem, de imediato, negociações frutíferas.

Chega de insanidade ! Basta de belicismo ! Por conversações imediatas e continuadas até uma solução justa do conflito israelense-palestino.

Dois Estados: A Paz para Israelenses e Palestinos.

Amigos Brasileiros do Paz Agora – www.pazagora.org

Seja o primeiro a comentar