Largada

Slide1

Passado o carnaval, a ASA organiza uma agenda de atividades que mescla tradição e mudança, na linha que a consagrou como entidade cultural laica e progressista        

Em março, além do programa sobre o Dia Internacional da Mulher e do terceiro debate sobre as esquerdas e o antissemitismo, teremos o já tradicional Pessach laico. Pelo décimo segundo ano consecutivo, celebraremos aquela que é a mais popular festa do calendário judaico com um texto que destaca a Liberdade como o grande símbolo por trás da história da saída dos hebreus do Egito. Narramos esse grande tema imersos no rio da História, com suas manifestações e desdobramentos. O Coral da ASA terá, como sempre, participação importante (veja imagens de celebrações passadas no nosso site). 

Em abril, lembraremos, junto com outras entidades, o 70º aniversário do levante do gueto de Varsóvia. Episódio marcante da resistência judaica contra o nazismo durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi um grande exemplo de unidade na luta (correntes políticas antagônicas se reuniram na Organização Combatente Judaica, que liderou o levante) e do uso legítimo da violência armada contra a ameaça de extermínio. Está nos planos a divulgação, em escala internacional, de um manifesto sobre a data, para o qual buscaremos adesões institucionais.

Boas opções para quem quer participar de um judaísmo inquieto e irmanado às grandes questões contemporâneas.

Boletim nº 141 – março/abril de 2013 – Ano 24

Seja o primeiro a comentar